Das disposições sociais aos habitus estudantis: As incorporações do êxito escolar no ensino médio integrado

AUTOR: Igor Ghelman Sordi Zibenberg

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2019

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Esta tese tem com objeto de análise o êxito escolar dos egressos da Educação Profissional Técnica de Ensino Médio Integrada ao Ensino Médio dos cursos do Campus Restinga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Mobilizando aportes teórico-metodológicos da tradição sociológica disposicionalista fundamentada em Pierre Bourdieu e Bernard Lahire, o objetivo é compreender a incorporação do êxito escolar através da formação dos habitus estudantis dos referidos concluintes. Para produção do material empírico, foram realizadas entrevistas longas e semiestruturadas com estudantes que concluíram os cursos entre os anos de 2015 e 2018. A hipótese inicial é a de que haveria uma relação entre a conclusão do curso com a constituição de um habitus estudantil através das disposições sociais incorporadas pelos egressos através das redes de interdependência e dos quadros de socialização a que pertencem os estudantes. A análise das transcrições das entrevistas confrontadas com o aparato teórico permite sintetizar que os egressos concluíram seus cursos a partir da incorporação e da atualização de seus habitus os quais, apesar de apresentarem algumas disposições sociais recorrentes, se demonstraram heterogêneos entre si. Ou seja, embora o conjunto de disposições sociais tenha se mostrado rentável do ponto de vista escolar, não há um habitus estudantil uníssono entre eles, mas a viabilização do êxito escolar se constitui a partir de uma pluralidade de habitus estudantis. Em cada um dos oito casos analisados foram identificados os quadros de socialização que influenciaram a constituição das disposições sociais correlatas ao êxito escolar, sendo que as redes de interdependência da família, da escola de Ensino Fundamental e do Campus Restinga se apresentaram com os principais contextos de socialização.

CONTATOlume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Habitus, Téorico-metodológicos, Tese, Ensino Fundamental, Êxito escolar.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:

http://hdl.handle.net/10183/203807

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2021

A cidade deficiente: O direito à cidade e a acessibilidade no cotidiano dos cadeirantes

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR:  Eduardo Virtuoso

TIPO: Trabalho de conclusão de graduação

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2016

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O trabalho objetivou discutir o direito à cidade a partir da problemática da acessibilidade, e como os problemas relacionados a ela afetam os cadeirantes no meio urbano. Também aborda o olhar do cadeirante e a sua relação com a cidade e a efetividade das políticas públicas de acessibilidade, dando enfoque ao Plano Diretor de Acessibilidade de Porto Alegre (PDAPA). A operacionalização da pesquisa foi efetuada através de uma revisão bibliográfica a respeito do tema, da realização de um percurso urbano, de entrevistas estruturadas, de entrevistas não estruturadas e de trabalhos de campo nos bairros Restinga, Centro Histórico e Moinhos de Vento.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Deficientes: Mobilidade, Inclusão social, Porto Alegre (RS), Vida urbana.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/158348                                

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

!

AUTOR: Caren Rejane De Freitas Fontella     

TIPO: Tese de Doutorado

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2019.

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  PUCRS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

A pesquisa apresentada analisa as trajetórias educacionais de mulheres egressas da educação profissional de jovens e adultos do Curso Técnico em Recursos Humanos do Campus Restinga/IFRS no período compreendido entre 2012 e 2016, pautando-se nos estudos de gênero em acordo com a perspectiva do feminismo marxista. Buscamos responder ao seguinte problema de pesquisa: Como, e em que medida, as relações sociais de gênero e o papel social reproduzido pelas mulheres na sociedade atual influenciam nas trajetórias escolares de egressas da educação profissional de jovens e adultos do campus Restinga?A metodologia utilizada seguiu o paradigma dos estudos qualitativos, do tipo estudo de caso.  

CONTATO: biblioteca.suporte@pucrs.br

PALAVRAS CHAVE: Mulheres, Aspectos Sociais, Educação.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                   

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10923/15351                                                  

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 11/09/2019

Ateliês biográficos com trabalhadores-estudantes do Proeja acolhimento, formação e projetos de si

AUTOR: Divane Floreni Soares Leal TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2019

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Vivemos tempos de mudanças cada vez mais rápidas que afetam os modos de viver e as relações sociais, os sujeitos são convocados a atender demandas constantes de reinvenção de si, de adaptação a novos contextos e novas exigências. É preciso (re) inventar-se a todo o momento. Neste cenário, este estudo teve como foco conhecer a importância atribuída pelos trabalhadores-estudantes do Proeja do IFRS Campus Restinga aos seus respectivos cursos. O objetivo geral do trabalho foi proporcionar condições para que possam emergir as experiências vividas pelos trabalhadores-estudantes em seus percursos formativos no Proeja do IFRS Campus Restinga, propor aos mesmos uma reflexão crítica sobre elas, criando a possibilidade de ressignificá-las, de maneira que contribuam para os respectivos projetos de si.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Ensino e aprendizagem, Narrativas pessoais, Pedagogia.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM                                      ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/200134

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Das materialidades da literatura : a reinvenção da vida e o acervo de narrativas orais urbano-digitais

AUTOR:  Mauren Pavão Przybylski

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2014

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

A narrativa nasceu com a história da humanidade e, não há, segundo Roland Barthes (1978), um povo sem narrativa. A evolução tecnológica, por sua vez, fez emergir novas narrativas e diferentes tipos de narradores; aqueles que ainda não possuíam lócus de enunciação, os periféricos, passaram a ter, no ambiente digital, uma possibilidade de inscrição no mundo. As periferias dão origem a saberes plurais e as novas tecnologias, aliadas ao estudos literários, possibilitaram a criação de um novo lócus de legitimação do sujeito, tanto em termos individuais, quanto étnicos e políticos. Narrativas ditas “não-literárias” ganham espaço nos estudos contemporâneos, sobretudo em diálogo com outras disciplinas, linguagens e espaços sociais. A Restinga, bairro localizado 30 km ao sul do centro de Porto Alegre é composta por moradores que são autores de produções culturais e literárias.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Hipertextualidade, Memoria coletiva e individual, Memória social, Mídias Digitais.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO:                                              

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/102227                            

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Jovens de periferia e arte de construir a si mesmo: experiências de amizade, dança e morte

AUTOR:  Márcio de Freitas do Amaral, TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2015

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Esta tese trata das práticas de “cuidado de si” de jovens de uma região de periferia de Porto Alegre (RS), os quais enfrentam uma série de restrições e violências que marcam a sua condição juvenil. Participantes de um grupo de dança de rua associado à cultura hip hop (o grupo Restinga Crew) esses jovens encontram em suas práticas artísticas e de amizade um conjunto de elementos que acabam por ressignificar suas biografias. Fundamentada em estudos de Michel Foucault, especialmente aqueles relativos ao tema da “hermenêutica do sujeito”, a tese analisa as formas contemporâneas que o “cuidado de si” pode assumir, no processo de constituição de sujeitos jovens, a partir de práticas que dizem respeito ao estabelecimento de uma particular “relação consigo”.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Amizade, Dança, Juventude, Periferia.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                   

(x) SIM     ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/117820                           

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Redes sociais e micropolíticas da juventude

AUTOR: Fábio Dal Molin  

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2007

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O bairro Restinga, criado em meados dos anos setenta a partir de loteamentos e políticas de remoção de favelas possui uma territorialidade espacial e social marcada pela diferença e o estigma. O bairro é, freqüentemente, alvo de pesquisas acadêmicas e já foi escolhida como plano piloto para um projeto de segurança pública municipal A ambivalência das políticas de urbanização dividiu a Restinga em duas áreas, a “Velha” e a “Nova”. A necessidade de mobilização por melhorias nas condições de vida no bairro ativou o trabalho redes sociais que gerenciam e executam o que será chamado aqui de micropolíticas para a juventude. Estas redes são constituídas por cidadãos que trabalham com hip-hop, mídias alternativas, promotoras legais populares, antigos líderes comunitários e professores e professoras de escolas municipais. São consideradas aqui micropolíticas atividades alternativas e realizadas em espaços intermediários ou em colaboração às políticas estatais como metodologia para atingir a população jovem.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Juventude, Políticas públicas, Redes sociais.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                   

  (x) SIM ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/11395                                           

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 16/09/2019

Utilização de serviços de saúde por comunidades em vulnerabilidade social em uma capital do sul do Brasil

AUTOR: Gisele Alsina Nader Bastos

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2011

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Contexto: O diagnóstico de saúde de comunidades é fundamental para que os serviços de saúde possam ser implementados de acordo com as necessidades das mesmas, além de auxiliar sobremaneira no monitoramento e no planejamento de novas intervenções. No Brasil, poucos são os serviços que realizam diagnósticos de saúde antes de sua implementação, sendo que na maioria das vezes o monitoramento e a reorganização dos serviços são feitos somente através de diagnósticos de demanda. Objetivos: Descrever a metodologia empregada em um Diagnóstico de Saúde realizado em uma comunidade vulnerável e avaliar as necessidades em saúde dessa comunidade através do uso de serviços, bem como seus fatores associados. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de base populacional cuja amostra foi constituída por indivíduos adultos com 20 anos ou mais, moradores dos Distritos Sanitários da Restinga e Extremo Sul da cidade de Porto Alegre–RS.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Brasil, Consulta médica, Epidemiologia, Internação hospitalar.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                            

(x) SIM  ( ) NÃO

FONTE: http://hdl.handle.net/10183/142786                

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Vozes da memória: O contador de histórias em narrativas orais urbanas

Vozes da memória: O contador de histórias em narrativas orais urbanas

AUTOR: Alessandra Bittencourt Flach

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2013

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Contar histórias é uma prática que atravessa os tempos e faz parte da natureza humana. Portanto, a área de Letras deve fazer desse tema objeto de estudo, com enfoque especial nas narrativas orais. Esta tese se propõe a discutir o papel do contador de histórias na pós-modernidade. Para tanto, serão analisados registros audiovisuais de um morador do bairro Restinga, em Porto Alegre (RS), com o intuito de demonstrar que ainda há espaço para ouvir e contar histórias, desde que isso seja pensado a partir de uma série de elementos das sociedades complexas contemporâneas, em detrimento das práticas de contar histórias que emergiam em culturas orais. Acredita-se que as narrativas que surgem em um ambiente de conversa também são constituídas de poeticidade, o que pode ser percebido mediante a análise da performance, ou seja, do evento comunicativo que envolve não só o texto, mas a linguagem, o corpo, os gestos, a voz, os interlocutores.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Contador de histórias, Historia urbana, Literatura, História, Memória coletiva, Memória individual.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/88415                                        

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019