Jovens de grupo pastoral da juventude no bairro Restinga de Porto Alegre – RS: Identidades e saberes.

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR: Marícia da Silva Ferri                     

TIPO: Dissertação de Mestrado

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2006.

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  PUCRS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O presente estudo tem como tema de investigação a trajetória da entidade carnavalesca Sociedade Recreativa e Beneficente Estado Maior da Restinga entre 1977 e 2002, seu papel na construção da identidade e visibilidade do bairro Restinga. Para tanto, analiso os processos de segregação espacial na cidade de Porto Alegre e as políticas públicas de habitação. Além disto, traço um panorama geral a partir de uma revisão bibliográfica que trata transformações do carnaval em Porto Alegre. O processo de fundação da escola de samba, bem como sua estruturação e consolidação, a partir das entrevistas junto aos membros da comunidade e componentes da escola, e de matérias publicadas em jornais da época. 

CONTATO: biblioteca.suporte@pucrs.br

PALAVRAS CHAVE: Religião, Juventude, Vida Religiosa, Jovens, Educação.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10923/2816                                                    

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 11/09/2019

Estilos juvenis na periferia urbana: Conhecendo culturas de alunos de uma escola municipal na Restinga Velha.

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR: Luciano Debom Steiw 

TIPO: Dissertação

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2013

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O presente trabalho teve por objetivo identificar e analisar os estilos juvenis de alunos de uma escola municipal localizada no Bairro Restinga, na periferia de Porto Alegre. O referido bairro é conhecido por problemas sociais como a violência, o desemprego, o tráfico de drogas e a baixa escolaridade de sua população, mas também por manifestações culturais muito valorizadas na comunidade, com destaque para suas escolas de samba. A partir do meu trabalho como professor nas turmas de III Ciclo da referida escola, entrei em contato com as múltiplas vivências juvenis. Tal situação levou-me a querer compreender melhor suas culturas, seus estilos, suas formas de viver. Nesse sentido, é importante resgatar, conforme Feixa (1999), a definição de culturas juvenis. Para o autor, as culturas juvenis são um conjunto de formas de vida e valores que caracterizam os jovens, expressas coletivamente mediante a construção de estilos de vida, localizados fundamentalmente no tempo livre, ou em interstícios da vida institucional.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Cultura, Estudos culturais, Juventude, Periferia urbana.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/83824                                            

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 16/09/2019

Fãs de animes: Vivências juvenis na Restinga

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR: Alexandre Gomes Amaro 

TIPO: Trabalho de conclusão de especialização

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2015

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Este estudo propõe-se a dar visibilidade a estudantes pertencentes ao bairro Restinga e que fazem parte da cultura otaku em suas mais diversas manifestações. A investigação se deu através de um questionário para coleta de informações sobre os jovens do bairro, contendo informações pessoais e pertinentes às vivências relacionadas à cultura otaku. Também esses jovens foram observados durante o evento denominado Anima Tinga, organizado e realizado por professores e jovens do bairro. Este trabalho busca problematizar estereótipos sobre jovens pobres, evidenciar as vivências juvenis na Restinga, a partir da internet, séries animes, jogos eletrônicos, leituras de mangás e participações em eventos cosplay. Destaca-se a importância da escola observar essas vivências, valorizando o pertencimento dos jovens no currículo e promovendo aproximações entre o universo dos professores e dos estudantes.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Educação integral, História em quadrinhos, Juventude.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/117501                                            

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 12/09/2019

Juventudes ameaçadas: A violência urbana e os direitos das juventudes

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR:   Sabrina Lacerda de Oliveira

TIPO: Trabalho de conclusão de graduação

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2017

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Este Trabalho de Conclusão de Curso em Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul tem como temática principal a reflexão sobre os direitos sociais dos jovens entre 15 a 17 anos em territórios envolvidos pela violência urbana, tendo como principal foco os avanços e ameaças a estas conquistas que visam atender às necessidades sociais das juventudes. O cenário a ser considerado para esta reflexão serão os territórios Cruzeiro do Sul e Restinga/ Porto Alegre onde realizamos o estágio obrigatório em Serviço Social, em uma entidade socioassistencial que desenvolve programas e serviços do campo das políticas de Assistência Social e da Educação. Para tanto a aproximação mais concreta com os jovens destes território sem uma experiência de estágio profissional no processo de formação em Serviço Social, mais especificamente na Associação Cristã de Moços, nos mobilizou para a construção deste trabalho de conclusão.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Direitos sociais, Juventude, Violência urbana.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/171032                     

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Jovens de periferia e arte de construir a si mesmo: experiências de amizade, dança e morte

AUTOR:  Márcio de Freitas do Amaral, TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2015

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Esta tese trata das práticas de “cuidado de si” de jovens de uma região de periferia de Porto Alegre (RS), os quais enfrentam uma série de restrições e violências que marcam a sua condição juvenil. Participantes de um grupo de dança de rua associado à cultura hip hop (o grupo Restinga Crew) esses jovens encontram em suas práticas artísticas e de amizade um conjunto de elementos que acabam por ressignificar suas biografias. Fundamentada em estudos de Michel Foucault, especialmente aqueles relativos ao tema da “hermenêutica do sujeito”, a tese analisa as formas contemporâneas que o “cuidado de si” pode assumir, no processo de constituição de sujeitos jovens, a partir de práticas que dizem respeito ao estabelecimento de uma particular “relação consigo”.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Amizade, Dança, Juventude, Periferia.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                   

(x) SIM     ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/117820                           

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019

Redes sociais e micropolíticas da juventude

AUTOR: Fábio Dal Molin  

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2007

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O bairro Restinga, criado em meados dos anos setenta a partir de loteamentos e políticas de remoção de favelas possui uma territorialidade espacial e social marcada pela diferença e o estigma. O bairro é, freqüentemente, alvo de pesquisas acadêmicas e já foi escolhida como plano piloto para um projeto de segurança pública municipal A ambivalência das políticas de urbanização dividiu a Restinga em duas áreas, a “Velha” e a “Nova”. A necessidade de mobilização por melhorias nas condições de vida no bairro ativou o trabalho redes sociais que gerenciam e executam o que será chamado aqui de micropolíticas para a juventude. Estas redes são constituídas por cidadãos que trabalham com hip-hop, mídias alternativas, promotoras legais populares, antigos líderes comunitários e professores e professoras de escolas municipais. São consideradas aqui micropolíticas atividades alternativas e realizadas em espaços intermediários ou em colaboração às políticas estatais como metodologia para atingir a população jovem.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Juventude, Políticas públicas, Redes sociais.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                   

  (x) SIM ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/11395                                           

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 16/09/2019