Esporte e cidadania: Bairro Restinga, em Porto Alegre

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR: Gabriela F. Fröhlich                 

TIPO: Dissertação de Mestrado

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2006.

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  PUCRS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Este estudo discute a relação entre o fenômeno esportivo e a construção da cidadania, analisando o papel do esporte na sociedade brasileira e o porquê de o esporte ser considerado um instrumento legítimo para a inclusão social, presente em políticas sociais preventivas, principalmente em áreas de risco social. O objetivo é o de indicar o esporte como um elemento potencialmente capaz de auxiliar no desenvolvimento da percepção de cidadania. A análise revelou as apropriações do esporte por diferentes iniciativas, como estratégia para a construção da cidadania, destacando-se a participação da sociedade civil nestas iniciativas.

CONTATO: biblioteca.suporte@pucrs.br

PALAVRAS CHAVE: Esportes, Aspectos sociais, Cidadania, Política Social, Bairros, Porto Alegre, História.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE: http://hdl.handle.net/10923/1997                                                   

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 11/09/2019

A trajetória da S.R.B. Estado Maior da Restinga

FICHA DESCRITIVA DO DOCUMENTO 

AUTOR:Tavama Nunes Santos                    

TIPO: Dissertação de Mestrado

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2011.

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

O presente estudo tem como tema de investigação a trajetória da entidade carnavalesca Sociedade Recreativa e Beneficente Estado Maior da Restinga entre 1977 e 2002, seu papel na construção da identidade e visibilidade do bairro Restinga. Para tanto, analiso os processos de segregação espacial na cidade de Porto Alegre e as políticas públicas de habitação. Além disto, traço um panorama geral a partir de uma revisão bibliográfica que trata transformações do carnaval em Porto Alegre. O processo de fundação da escola de samba, bem como sua estruturação e consolidação, a partir das entrevistas junto aos membros da comunidade e componentes da escola, e de matérias publicadas em jornais da época. 

CONTATO: biblioteca.suporte@pucrs.br

PALAVRAS CHAVE: Porto Alegre, História, Carnaval, Escola de Samba, Brasil, Identidade Social.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE: http://hdl.handle.net/10923/3927                                                     

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 11/09/2019

Vozes da memória: O contador de histórias em narrativas orais urbanas

Vozes da memória: O contador de histórias em narrativas orais urbanas

AUTOR: Alessandra Bittencourt Flach

TIPO: Tese

DATA DE PUBLICAÇÃO: 2013

INSTITUIÇÃO OU PROJETO RESPONSÁVEL:  UFRGS

DESCRIÇÃO BREVE / RESUMO DO DOCUMENTO:

Contar histórias é uma prática que atravessa os tempos e faz parte da natureza humana. Portanto, a área de Letras deve fazer desse tema objeto de estudo, com enfoque especial nas narrativas orais. Esta tese se propõe a discutir o papel do contador de histórias na pós-modernidade. Para tanto, serão analisados registros audiovisuais de um morador do bairro Restinga, em Porto Alegre (RS), com o intuito de demonstrar que ainda há espaço para ouvir e contar histórias, desde que isso seja pensado a partir de uma série de elementos das sociedades complexas contemporâneas, em detrimento das práticas de contar histórias que emergiam em culturas orais. Acredita-se que as narrativas que surgem em um ambiente de conversa também são constituídas de poeticidade, o que pode ser percebido mediante a análise da performance, ou seja, do evento comunicativo que envolve não só o texto, mas a linguagem, o corpo, os gestos, a voz, os interlocutores.

CONTATO: lume@ufrgs.br

PALAVRAS CHAVE: Contador de histórias, Historia urbana, Literatura, História, Memória coletiva, Memória individual.

ARQUIVO DE ACESSO  GRATUITO;                                                     

(x) SIM   ( ) NÃO

FONTE:http://hdl.handle.net/10183/88415                                        

AUTORIZAÇÃO DE IMAGENS E DE USO;

(x)Acesso Gratuito/ Internet    ( ) Doc. Impresso  ( ) Doc. Online

CESSÃO DE DIREITOS DE USO;

(x) Acesso Gratuito/ internet ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

REGISTRO DE DOAÇÃO DE ENTREVISTA;

(x) Acesso Gratuito/ internet  ( ) Doc. Impresso ( ) Doc. Online

DATA DE AQUISIÇÃO PELO OBSERVATÓRIO: 2019